10 de janeiro de 2013

Como elogiar uma mulher


Tradução porca feita por mim:
* Eu e minha atual namorada passeando
_ Herp, você terminaria comigo se eu ficasse gorda?
_ Claro que não, querida! Eu gosto muito de você!
_ Oun *-* Você é um fofo, Herp! Obrigada!
* Mais tarde, na mesma noite
_ Tem alguma coisa errada, querida?
_ Você só gosta de mim pelo meus sentimentos (?) e não pela minha aparência! :C


Mulheres são seres complicados. Mais complicados que, sei lá, física quântica. É muito difícil entendê-las e agradá-las e, sabendo disso, os homens comumente recorrem a uma estratégia básica para fazê-las felizes: a velha tática do elogio.

Elogiar uma mulher pode parecer muito simples, afinal, existem muitas opções. Os elogios podem seguir a linha clássica do "linda", podem ser mais sofisticados, tipo o "estonteante", ou mesmo o apático e por vezes confundido com sarcasmo: "legal". Mas nem sempre a coisa sai como se espera.

Algumas vezes você acha que está elogiando a sua namorada e ela simplesmente pára de conversar com você, vai a uma festa, te troca por um bonitão, casa com ele e tem 3 filhos e um poodle, se muda para as Bahamas e contrata um assassino de aluguel para te matar da forma mais dolorosa possível. Isso acontece.

Mas, Mari, como vou saber a forma correta de elogiar uma mulher?

Seus problemas acabaram! 

Está aqui o seu manual definitivo para consultar sempre que rolar aquela dúvida entre o "gostosa" e o "fofinha":


Bom, antes de tudo, você precisa saber que elogios servem para duas finalidades: suprir alguma carência que a mulher tem ou suprir a necessidade de reconhecimento por algo que demandou esforço. 

Um bom elogio sempre "ataca" naquele lugar onde a mulher é pouco reconhecida. Por exemplo: se você namora uma barbie linda maravilhosa e gostosa, mas meio burrinha e sem sal, chamá-la de "bonita" pode não ter tanto efeito quanto dizer que ela "sabe tudo sobre determinado assunto". O inverso também acontece quando você namora aquela mocinha feia com doutorado, ela tá cansada de saber que é inteligente, então, dizer que ela ficou "sexy com esse vestido" pode surtir muito mais efeito.

É claro que não dá pra exagerar, ou pode parecer que você tá tirando uma com a cara dela. Mas fica a dica: elogiar coisas que poucas pessoas elogiariam pode render muito mais xp do que simplesmente jogar na cara dela o óbvio que ela escuta de qualquer pessoa na rua.

Então, neste momento, você deve estar me perguntando: "ahhhh, mas e se a minha namorada for feia e burra?" ou então: "ahhhh, mas e se a minha namorada for bonita e inteligente?".

Se ela for feia e burra, eu sinceramente não vejo muita razão para você estar com ela (hauehuaeau brinks, vey). De qualquer forma, isso é muito perigoso porque qualquer elogio pode ser encarado como uma ironia. Mas para alguém que está acostumada a ser chamada de "educada", "gente boa" e "engraçada" (que são os elogios normalmente dados às meninas que não são nem bonitas e nem inteligentes), tá valendo qualquer coisa.

Se ela for bonita e inteligente, das duas uma: ou ela não é realmente ou ela não sabe que é. Se ela apenas se acha isso tudo, só de zua não elogie. Nunca. Se ela é isso e realmente não sabe, você vai passar a sua vida tentando convencê-la disso e talvez nunca consiga. Tem que ter disposição. Disposição. Disposição. É a última chamada do verão! Então... Desce, desce...

Tem mais algumas dicas preciosas. Nunca use adjetivos que mais parecem com eufemismos do que com qualquer outra coisa. Se sua namorada se arrumou durante horas para um jantar sexy com você, JAMAIS diga que ela ficou "fofa". Outra dica é: faça elogios coerentes com o momento. Se sua namorada é muito gostosa e está falando há duas horas sobre um tópico da monografia dela, finalize elogiando seu trabalho e não seus peitos. 

Outro fator é analisar como ela se comporta em relação ao próprio corpo. POR EXEMPLO: eu odeio quando escuto "nossa, você emagreceu!". Odeio mesmo. Pode até ser verdade, mas eu já percebi e não quero que ninguém mais fique jogando isso na minha cara. E sei lá, talvez a pessoa faça na melhor das intenções, mas isso provavelmente vai me deixar mal. Por outro lado, tem mulheres que dariam a vida para escutar isso, nem que seja de um papagaio. 

Sabe um outro fator interessante? Elogiar coisas que são diferentes das suas ex-namoradas. POR EXEMPLO: se a ex for loira e ela (a atual) for morena, falar que prefere cabelos escuros é bastante eficiente. Isso vale para amigas também. Caso ela seja baixa e sinta ciúmes de uma amiga sua que, sei lá, seja muito alta, diga que não consegue se imaginar com alguém com oito metros de altura e que prefere uma mais baixinha. Esse tipo de coisa.

Não vou entrar aqui nos elogios durante momentos íntimos do casal, porque isso é muito particular de cada mulher. Não posso sinceramente dizer que ela ficaria muito ofendida se você a chamasse de "Tati Quebra Barraco". Sei lá, vai que ela curte... A dica é jamais ir muito longe no começo. Vá testando coisas para ver o que a agrada, lembrando sempre de não pular o lvl easy e ir direto para o super hard. 

Bom, e o conselho final que tenho a dar é: ELOGIE. Te digo que é mais arriscado não elogiar de forma alguma do que tentar fazer um elogio e não dar totalmente certo. Então, esqueça tudo que eu disse e se divirta! Tente de tudo: desde variações em reino, filo, classe, ordem, família, gênero e espécies animais (nossa, mas hoje você está tão exótica e linda quanto uma 
Haliaeetus pelagicus!) a monocotiledôneas e dicotiledôneas (é incrível como seus cotilédones super combinam com sua raiz axial!).  

Beijo da mari =*



2 comentários inúteis:

  1. Texto mtooooo bom!!!! Adorei e ri bastante!!! ;)

    ResponderExcluir
  2. Engraçado, é difícil encontrar um blog de humor sem ser meramente apelativo. Gostei do fato de não ter compromisso com a moral cultural vigente em nossa sociedade que é, na verdade, falsa moralista.
    ´´Nossa! Seus verticilos de proteção escondem tão timidamente seus carpelos!´´

    Tá ok, pelo jeito nunca vou usar botânica na minha vida. Pelo menos não com um ser humano.

    ResponderExcluir

Vai, comenta! Não dói nada!