6 de março de 2012

Entrevista - Pietra Príncipe sobre o projeto Nakeit


Hoje em dia é extremamente fácil ver uma mulher nua: uma vez que existe internet e redes sociais, juntamente com mulheres sem vergonha nenhuma de mostrar o corpo, existe compartilhamento e disseminação de fotos por todos os lados. Em uma rápida busca no Google você consegue encontrar fotos sensuais da maioria das "web celebrities" (curiosamente, praticamente nenhum homem).

Então criou-se o Nakeit, um projeto de crowdfunding (ação de cooperação coletiva realizada por pessoas que contribuem financeiramente, usualmente via internet, para apoiar iniciativas de outras pessoas ou organizações) para financiar ensaios fotográficos de pessoas que você dificilmente veria numa revista. A ideia é a de que anônimos sugiram seu próprio preço para fotos sem roupas. Mas para dar visibilidade ao novo produto, eles escolheram inaugurar o site com a musa dos nerds Pietra Príncipe, apresentadora do “Papo calcinha” do Multishow.

Vamos começar pelo início, explicando o projeto:

O que é Nake It?
O Nake It nasceu para democratizar a nudez. Aqui todos unem forças para realizar o ensaio sensual da pessoa que nós tanto amamos. Queremos pessoas reais e com menos photoshop. Queremos escolher! Você entra nessa história contribuindo com o ensaio, e de acordo com a quantia, é recompensado com fotos, revistas e até acompanhando a modelo num jantar incrível.

Como funciona?

Você realiza uma doação para ajudar o projeto a chegar a sua meta em no máximo dois meses. Com a meta atingida é alegria garantida: o ensaio é realizado e você recebe as devidas recompensas. Caso a meta não seja atingida e o ensaio não aconteça, todo mundo recebe o dinheiro de volta. Simples assim.


Tudo explicado, conversamos com a musa inaugural do site sobre o projeto e outras coisinhas. Confira:



TPM: Conte um resumão da sua vida! Onde nasceu, cresceu, como se reproduz... como foi parar na TV, etc...
Pietra: Eu nasci em Ipanema, no Rio de Janeiro, onde moro até hoje. Tenho uma irmã de 24 anos, que é publicitária e mora no meu prédio com o namorado/marido. Meus pais são separados desde que tinha 9 anos. São todos figuras ímpares. Estudei em colégio católico e amava aulas de religião e português e cantava no coral. rs Há mais de 10 anos estudo kardecismo.
Sou formada em Design de Moda, mas só trabalhei 2 anos com isso. Odiava viver trancada por 8 horas no mesmo lugar todos os dias. Larguei tudo, fiz um curso longo de maquiagem e enquanto estudava entregava flyers de festas de música eletrônica com uniformes surreais na praia ou na noite do RJ. Odiava. Muito. Mas já morava sozinha e precisava pagar as contas. Aprendi que uniformizado você é invisível até para os seus amigos. Comecei a trabalhar com make up e gostava muito. Era muito bem remunerada, achei que faria isso pra sempre. Um dia, o fotógrafo e amigo Fred Rozário, que já tinha me fotografado pra um desses sites de 'gostosas do surf', (embora eu surfe igual minha cara) me contratou pra maquiar uma menina e
perguntou se eu não queria ir à um teste de elenco pra um novo programa. Insistiu e me passou um email. Eu mandei o email mais informal do mundo com direito a carinhas felizes =) =) =). O destinatário era o 'bowser' do Multishow, Guilherme Zattar, que marcou uma reunião comigo e conversando, soube que era pro Casa Bonita, que ainda não tinha estreiado. Falei pra ele que era impossível pois não tinha corpo pra isso e que preferia falar e me expressar...rs Ele gostou da minha 'sinceridade sem noção' e me apresentou Erica Malugani, Bia Rosa e Barbara Teixeira, as criadoras do 'Papo Calcinha'. O resto é história. E estou no prefácio. ;-)

TPM: Você já teve problemas por causa da sua exposição? Como ser assediada ou perseguida por caras fanáticos.
Pietra: Na vida 'real' não. Na internet sim. Em terra de ninguém todo mundo é valente. E geralmente, semi analfabeto também. rs

TPM: Seus namorados (ao longo da vida, não que você tenha vários) nunca causaram problema por isso?
Pietra: Eu comecei a primeira temporada do PC com um namorado que, assim como eu, nunca havia imaginado que eu estaria na TV, então foi difícil manter a relação por muito tempo, desandou mesmo...mas continuamos amigos, quando as mágoas passaram, claro. Depois disso tive mais um relacionamento que foi abalado pela estréia já dessa terceira temporada e logo em seguida engrenei um novo namoro. Bem, eu gosto de namorar, né? Mas eu não planejo, acontece. Sempre que eu penso em desistir do amor e focar só na carreira, a vida, essa danada, faz uma surpresa! Hoje mesmo eu e meu pai comentávamos como tive namorados bacanas e ficamos dissertando sobre o que é dar certo ou não. Com cada namorado que tive aprendi algo de incrível, e eu não estou falando de posições sexuais...


TPM: Nós mulheres normalmente somos um pouco invejosas e relutantes em fazer amizade com mulheres bonitas que chamam muita atenção. Como isso funciona pra você? Como é seu relacionamento com suas amigas?
Pietra: Bem, eu sou tranquila. Inveja todo mundo sente. Eu sinto, e não acredito nesse negócio de "inveja boa". Mas tenho total controle. Tenho poucas amigas de verdade, algumas são lindas, outras não. Mas cada uma tem a sua peculiaridade, tem autoestima, então raramente rola competição. Mas quando rola, geralmente eu converso pra tentar resolver. Tive uma que foi muito querida por mim, mas competia demais. Ela não assumia, mas ia falar para os outros que eu queria ser ela e um monte de besteira. Ela refletia o problema que tinha comigo invertendo a situação para os outros. E era uma mulher MUITO bonita, então esse não era o problema. Ela não se amava. Cortei da minha vida e depois fiquei sabendo que ela estava envolvida com drogas pesadas e coisas idem. Ou seja, nem sempre o problema é beleza. Na verdade, quase nunca. O buraco é mais embaixo.

TPM: Imagino que com os homens a relação seja igualmente difícil. Grande parte masculina tem dificuldade em se aproximar de mulher muito bonitas por falta de confiança. Você nota isso também ou simplesmente toma a frente e mete o pé?
Pietra: Pra começar, eu não me acho boniiita, mas antes da tv, quem queria 'chegava em mim'. Hoje em dia, nunca acontece. Só se não me reconhecerem da tv. Eu ia dizer que nos meus últimos namoros, fui eu quem chegou, quem deu o primeiro passo, mas pensando agora, todos foram dessa forma. Eu sou a mulher de leão do Vinícius, aquela que "mesmo sem fome/ pega, mata e come"... Se eu quero, eu tento! Mas isso vale pra tudo.

TPM: Partindo da pergunta anterior, como foi quando conheceu seu atual namorado?
Pietra: Nos conhecemos numa esquete de humor. Nós éramos marido e mulher no vídeo. O diretor avisou: "Oh, vem um cara estranho aí que vai ser seu par, não repara não." rs Eu não reparei mesmo, de imediato, mas ficamos amigos e depois que eu tornei a ficar solteira a gente resolveu tentar. (Na verdade ele me viu de cosplay de capitão américa mulher, que nem existe e se apaixonou...long story)

TPM: E ainda falando nele, o que ele pensa sobre o seu ensaio?
Pietra: Ele torce e apóia, mas evitamos falar sobre isso. Esse é o limite dele, e eu respeito.

TPM: Sempre foi uma vontade sua fazer um ensaio? Você acha que isso vai fazer um bem na sua vida (além do MONEY), ou é simplesmente a diversão de ver nerds babando e pagando por isso?
Pietra: Não. Até porque eu tenho uns 600 amigos fotógrafos e tenho vários ensaios, mas não nua! rs A fotografia me salvou de uma anorexia. Eu comecei a me deixar fotografar e ver que não era mais a menina muito gorda que o espelho continuava a me mostrar. Aceitar posar não tem nada a ver com "nerds babando e pagando por isso" como vc coloca na pergunta, tem a ver com o pioneirismo do Nake it , do lance do crowdfunding e a liberdade que eu terei para fazer do meu jeito. E só se realmente quiserem. 300 mil não é um valor tão simples de alcançar. E se as pessoas quiserem, é muito mais gostoso, né? Se eu fizer, vai ser com vontade mesmo, livre de pudores e culpas. Não aguento mulher que aceita só pelo dinheiro e faz com cara de natureza morta. Eu acho arte. Caguei se acham que é o dinheiro que legitima. Dinheiro é bem vindo, mas eu não sou nenhuma necessitada, longe disso.

TPM: Você mencionou que já negociou com outras revistas. O que te fez negar?
Pietra: Negociei só com uma. O que me fez negar foi a falta de tesão deles. Foi o 'então tá bom, pagamos valor x'. Não é assim. Parecia que iam me fazer um favor. Eu não tenho esse desespero, tem mulher querendo pagar pra aparecer. Se oferecendo mesmo... O Nake it foi uma proposta com cuidado, carinho, vontade. Sei que podem entender o "qual é o seu preço?" que o mkt do Nake it usa erroneamente, mas até hoje a maioria não entendeu Papo Calcinha...rs E eles foram muito atenciosos comigo, insistiram com jeito, por eu não ser a opção mais mainstream e eu resolvi abraçar a 'causa'. Nunca trilhei o caminho mais óbvio mesmo.

TPM: Você disse para oglobo: "Nunca mostrei nem peitinho, mas, se é para fazer nudez, vamos fazer direito. Não tenho problema de mostrar a perereca". Você tem alguma timidez sobre alguma parte do seu corpo? Por que?
Pietra: Tenho, mas não é nenhuma parte íntima! rs Minhas partes íntimas são tão bonitinhas! Haha Não conto o que não gosto agora de jeito nenhum.

TPM: Pra finalizar, fale sobre os programas que está apresentando, quando vão ao ar e onde o pessoal pode encontrar seu trabalho.
Pietra: Bem, agora em março estréia o Subentendido, que é um reality para web do Multishow que mostra 'drops' do meu dia a dia e brinca com o termo 'subcelebridade' e as minhas reais desventuras de quem está trilhando o caminho da tv há algum tempo, mas ainda não chegou onde quer. Mas na hora certa, eu vou chegar. Eu tenho muito pé na tábua.


Para conhecer e colaborar com o Projeto Nake It visite o site deles aqui. Quem quiser ver a Pietra pelada terá que contribuir com pelo menos R$ 10, que é a cota mínima e dá direito ao ensaio digital.
A Pietra você encontra no canal Multishow e no twitter @pietraprincipe
Ficamos na torcida! :)

0 comentários inúteis:

Postar um comentário

Vai, comenta! Não dói nada!