17 de fevereiro de 2012

Deus x Alienígenas


Estava eu escutando um programa de rádio quando os comunicadores em questão começam uma discussão: a existência de deus e a existência de ETs. Como gosto muito do assunto, achei interessante compartilhá-lo com vocês.

Todos nós conhecemos as diversas coisas curiosas que existem pelo mundo e ninguém sabe como foi feito (ou têm teorias mas não conseguem provar): Pirâmides, Machu Pichu, ilha da páscoa, etc. Vamos usar como exemplo as Stonehenge.




Construídas entre os anos 2800 e 1100 a.C., até hoje não se sabe por quem nem por quê. Algumas dessas pedras pesam mais de 45 toneladas e medem mais de 5 metros de alturas. Junto a elas ocorreram os famosos casos dos círculos.


Alguns pesquisadores passaram a tentar encontrar algumas explicações naturais para desvendar o mistério dos Círculos Ingleses, como fenômenos climáticos inusitados, casualidades meteorológicas e outras hipóteses mais complexas. Esses desenhos costumam aparecer frequentemente em plantações de trigo, soja, cevada e milho. E esses cereais afetados chegam a se desenvolver muito mais rápido (cerca de 40%) no interior dos desenhos do que aqueles mais próximos das bordas. Todo mundo lembra deles por causa do filme Sinais...

Obra dos ETs. Por que não?
Resumindo: Milhares de teorias e nada de provas.

Mas vamos ao papo sobre deus (escrevo em minúsculo, por que não me importa). A história é clássica e crescemos ouvindo e convivendo com isso: deus isso, deus aquilo, deus todo poderoso, deus criador do universo, bla bla bla. Nada contra quem curte, sabe, mas convenhamos: qual a diferença entre o charme e o funk  acreditar na existência de deus ou na existência de extraterrestres? Ora, simples: NENHUMA!

[texto retirado de um site cristão] Conta-se que uma noite, a bordo do navio, os soldados de Napoleão discutiam sobre a origem do mundo, sem considerar nem um pouco a existência de deus. Passando por ali e ouvindo por acaso a conversação, Napoleão apontou para as estrelas e fez uma pergunta simples: "cavalheiros, podem me dizer quem as fez?" Eles emudeceram perplexos. – Os cientistas explicam racionalmente a criação do universo, das estrelas e de tudo isso. Faz sentido pra mim, mas pro Napoleão devia ser foda... O cara não era muito certo!

A existência de Deus nas escrituras, entretanto, é algo implícito, uma verdade primária assumida, óbvia, fundamental. Tanto é verdade que elas não apresentam argumentos para afirmá-la ou comprová-la. Para os escritores bíblicos a existência de Deus era realidade inquestionável, acima de toda contestação. Este é o ponto de partida, tanto lógico como escriturístico, de nosso estudo. Lógico porque o fato de Deus existir está implícito em todos os outros ensinamentos da bíblia; escriturístico porque disso nos persuade o 1º verso da bíblia: "No princípio Deus.." Gênesis 1:1. – Primeiro que eu não sei o que é escriturístico, segundo que não vejo nada de lógico em afirmar a existência de uma “força maior” baseado em um livro escrito sabe-se lá por quem em tempos desconhecidos, e enfiado quase que de forma cirúrgica na cabeça de pessoas ao longo dos séculos.

O site ainda continua e apresenta cinco razões para crer na existência de Deus:

1. A CRIAÇÃO INANIMADA ATESTA A EXISTÊNCIA DE DEUS
. – Fingirei que a ciência não comprova isso.
2. A CRIAÇÃO ANIMADA ATESTA A EXISTÊNCIA DE DEUS. – Jurava que era coisa do Walt Disney.
3. A CONSCIÊNCIA HUMANA ATESTA A EXISTÊNCIA DE DEUS. Foi Deus quem idealizou uma norma de conduta para o homem e a escreveu na mente humana. – Então deus era muito filhodaputa!
4. O PLANO E A ORDEM DO UNIVERSO ATESTAM A EXISTÊNCIA DE DEUS. – Tanto quanto minha conta bancária atesta minha riqueza financeira.
5. A CRENÇA UNIVERSAL NA EXISTÊNCIA DE DEUS ATESTA SUA EXISTÊNCIA. – Ahhh não. NÃO. Para aí um pouquinho... Então a crença em OVNIs atesta a existência deles! E a crença em fadas? Gnomos? OMG ELES ESTÃO TODOS ENTRE NÓS.



"Deus existe porque está escrito na Bíblia".
Essa é a teoria da Bíblia: Deus criou um casal que se reproduziu e gerou descendentes, que somos nós. Essa teoria contraria diversas leis da lógica. Em primeiro lugar, todos nós sabemos que quando dois irmãos ou dois parentes muito próximos procriam, os filhos nascem com alto índice de anomalias. Ora, se os filhos de Adão e Eva eram irmãos entre si, como se reproduziram normalmente? Em segundo lugar, a teoria da Bíblia não explica como nasceu toda a diversidade de aparências entre as pessoas (a ciência explica pela lei da Evolução Natural de Darwin). E, em terceiro e último, a teoria que derrubou definitivamente a ideia do casal primeiro: a teoria da Evolução de Darwin descobriu que nós descendemos de um antepassado comum aos macacos.

"Deus existe porque Cristo morreu crucificado por amor a todos nós e a Seu Pai"
Vamos supor que existiu Cristo, e ele morreu por acreditar em Deus e por amor à nós. Ora, se alguém tem certeza de alguma coisa, é diferente de afirmar que aquela coisa é verdadeira. Por exemplo, Sócrates defendia conceitos próprios dele, que não eram iguais aos conceitos vigentes naquela época. Por isso, Sócrates foi condenado à morte. Seus amigos ofereceram várias chances para sua fuga, porém ele se recusou a fugir, dizendo que assim jamais acreditariam no que ele dizia. Morreu por amor às suas teorias. Isso não significa que as teorias dele estavam certas.

Whatever, muitas teorias, mas nenhuma prova.





Não soa familiar?

Acho muito mais “fácil” acreditar em vida fora da Terra: bilhões de astros existentes no universo, milhões com características semelhantes à Terra, seria pretensão demasiada do ser humano pensar que só neste planeta haveria vida inteligente. Sem contar, é claro, com os inúmeros casos já divulgados: ET de Varginha, Caso Ruswell, onda de óvnis em 1986 (Brasil), entre tantos outros.

Maaaaaaaas... Cada um acredita no que lhe convém né? 

Mas não custa ser um pouquinho racional, afinal, você foi feito com essa capacidade. ;)


Você também pode me xingar aqui, aqui e aqui.

2 comentários inúteis:

  1. Emil Cioran diria: “Sem Deus tudo é nada; e Deus? Nada supremo”? Os deuses
    nunca existiram, sempre foram mitos que o homem considerou como reais; em outros termos, sempre foram Nadas reverenciados pelos quais os povos historicamente mataram e morreram. Por outro lado, como vimos, a cosmovisão tradicional sempre teve na fé em Deus o seu alicerce vital

    ResponderExcluir
  2. Ser humano é tão presunçoso, que ionventou que ele era a imagem e semelhanço de Deus.

    ResponderExcluir

Vai, comenta! Não dói nada!