28 de outubro de 2011

Não confio nem na minha sombra


[ANTES DE LER]: Hoje deixei rolar um textinho mais sério... originalmente postado no meu outro blog. Espero que gostem :)


Não sei se é uma realidade de todos, mas na minha vida sempre existiu uma grande dificuldade em me mostrar confiável. Seja no ramo pessoal, profissional ou amoroso, minhas ideias e convicções são sempre colocadas em dúvida. Ou eu tenho cara de mentirosa sem vergonha ou as pessoas simplesmente perderam a capacidade de acreditar: em fadas, no coelhinho da Páscoa, em Deus, no presidente, no Rubinho, em tudo! O mundo ficou tão falso, mentiroso e sem escrúpulos que eu não as culpo... Deixaram-nos assim.
  
Desde pequenos somos desencorajados a acreditar: Papai Noel não existe. Logo em seguida percebemos que não há nenhum coelho deixando ovos de chocolate nas nossas cestinhas. E mais tarde percebe-se que algumas pessoas não se importam com seus sentimentos, e então seu chefe contrata outro pra ficar no seu lugar e seu namorado te larga por que não confia em você. E aí você começa a desconfiar desde que seus pais não são realmente seus pais até em que todas as pessoas a sua volta são traiçoeiras. Assim nasce a pequena semente da discórdia no coração dos humanos.

"Não importa o que eu diga, você irá valorizar pelo que vê, julgar pelo que ouviu e opinar pelo que conheceu."
Sempre fui sincera com as pessoas ao meu redor, e claro, esperava receber o mesmo tratamento. Alguma dúvida de que tomei no c* por isso? Muitas vezes, sim.  Sempre causei mau julgamento, fofocas, confabulações e especulações a meu respeito. Diria até formação de comboios contra a minha pessoa. Não que eu seja a criatura mais correta da face da Terra, mas certamente nunca fiz mal a ninguém ou dei motivos para tal coisa (não propositalmente, pelo menos). Acho que o MEU maior problema é ser um tanto quanto burra e idiota e ainda acreditar na boa índole das pessoas.

O que estou dizendo é que não há como saber se você pode confiar plenamente em alguém, não há método científico comprovado pra isso. Confiar não é uma ação que nasce na consciência, mas no coração. Confiar é uma escolha.
Escolha felicidaade.

Esse furacão de falta de confiança afeta nossas vidas. Pessoas viciadas em mentir tem uma vida miserável e tentam te ‘infectar’ com isso. Mas não se torne uma delas, nem se deixe abalar.

Não pare de acreditar.

Talvez nosso grande problema seja acreditar de menos e dar ouvidos demais.  
Pessoas são más, eventualmente. Se cada um se preocupasse em buscar a própria felicidade ao invés de tentar estragar a dos outros, talvez o mundo se tornasse menos complicado.
 
"Otimismo é esperar pelo melhor. Confiança é saber lidar com o pior."
Roberto Simonsen

"É triste confiar nas pessoas. Porque no fundo, você sabe que elas vão te decepcionar"  
Cry and Live

E no fim você percebe que tem muito mais a ver com as suas expectativas do que com a lealdade do outro.

4 comentários inúteis:

  1. Adorei, evou ler seu blog pessoal também :D

    ResponderExcluir
  2. Identificação carregada com sucesso! \o/

    ResponderExcluir
  3. "Assim nasce a pequena semente da discórdia no coração dos humanos" - Assim surgem os paranóicos, que nem eu... desconfie de metade do que vê, e de tudo que ouve... já ensinava a Liga da Justiça..
    Aliás, desconfiança eterna é o motivo do meu Avatar, o Questão, super(anti)-herói que basicamente desconfia de tudo...

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo texto, é bom desabafo. Mais não adianta ser sincera verdadeira com pessoas que não prestam p/ essas pessoas exite o "lindo e maravilhoso" cinismo... Eu tbm tento ser verdadeiro e leal com todos a minha volta mais aprendi a ver o caráter das pessoas mais rápido, e só entregar a minha confiança e lealdade qdo realmente vale a pena.
    Eu acho que o segredo é saber distinguir quem merece ou nao nossa confiança.

    ResponderExcluir

Vai, comenta! Não dói nada!