4 de junho de 2011

Dia de Visita - Leh da Matta


Vão-se os peitos, ficam-se os sutiãs

Eu estava estudando no Google (sim, minha professora é uma página da web) a origem do sutiã para poder escrever um esquete pro You Tube.
Consequentemente, veio a pergunta que não quer calar: QUEM FOI O FDP QUE CRIOU ESSA BAGAÇA???
A resposta não foi agradável, até porque não foi O fdp, foi A fdp!
Sim, senhoras e senhores! Uma MULHER teve a cara de pau de criar a máquina de tortura de nossos mamilos rechonchudos!



O nome da dita cuja é Mary Phelps Jacob. Uma socialite americana que não tinha o que fazer e por isso criou uma coisa que fizesse suas formosas tetas apontarem para o lado certo, ou seja, pra frente.

O sutiã já existia, porém não como o conhecemos hoje, e Mary foi a primeira a patentear a idéia. (Pra que, Senhor???? Ela já era RYCA!)
Os primeiros sutiãs não dispunham de fechos, elásticos e nem aqueles brilhos pendurados como os das putas da Augusta.
Eles eram como os Tops de hoje em dia. Uma larga faixa que seguram seus seios para que eles não cubram o umbigo.

Seu primeiro nome foi Soutien Gorge que, apesar de parecerem os nomes dos donos do boteco da esquina (Seu Tião e Jorge), vem do Francês e significa “segurador
de seio”. No caso da Preta Gil “333 PORTO”.

 
A única coisa que me agradou nessa história foi que dois pesquisadores, Sydney Ross Singer e Soma Grismaijerin, descobriram que o sutiã pode causar câncer de mama, já que não permite ao seio liberar suas toxinas.
Calma gente, eu não sou tão mórbida pra curtir um câncer!

 
 
Mas é que eles provaram uma coisa que eu já sabia: ANDAR COM AS TETAS BALANÇANDO É O QUE HÁ!

Depois de algum tempo, feministas queimaram o carrasco de rodelas em praça pública em sinal de liberdade. Ponto pras feministas! Mais liberdade que isso só se elas tivessem queimado um absorvente noturno!

E, mais uma vez, o tempo passou e nosso companheiro sutiã voltou.
É... Vão-se os peitos, ficam-se os sutiãs...
Pra encerrar, queria avisar nossa querida Mary Phelps que, se ela inventar algo parecido novamente, eu vou fazê-la colocar um daqueles sutiãs de funkeira (aqueles cheios de brilhos, correntes e pingentes) e fazê-la passar pela porta giratória do banco em pleno meio-dia!





Letícia da Matta 
@LehdaMatta  
Humorista, Comediante de Stand Up e Improvisadora. 
Semi-nova.Unico Dono. Disponivel para troca.

3 comentários inúteis:

  1. Ai Leh, cê ainda me mata... ;)

    ResponderExcluir
  2. Oi Letícia, gostei do post. Há uma coisa porém que eu descordo: esteticamente falando, como fica um seio sem o uso do sutiã por um longo período de tempo? A gravidade pesa... Assim como vocês mulheres adoram um homem com tudo em cima, acho que também merecemos uma mulher bem linda (de corpo e espírito, logicamente). É só uma opinião, nada contra soltar as amarras de vez em quando, deve incomodar pra caralho... Confesso que de vez em quando também crio meu bicho solto...! Valeu, valeu e continue com os escritos, foi muito bom. Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Lê, o soutien é uma evolução natural da roupa de baixo feminina, que antes eram aqueles temíveis (que eu e a Alice amamos) Corsets, que comprimiam a cintura, gorduras e orgãos (um dia vou adorar falar sobre as consequências do tight lacing)e se tornaram estas peças mto mais confortáveis de usar!

    Vc até pode andar com os peito bandagalando por ai, mas a gravidade cobra!rssss

    ResponderExcluir

Vai, comenta! Não dói nada!