25 de janeiro de 2011

Para onde vão as pessoas na balada?


Devo começar afirmando que não sou do tipo de pessoa que sai da balada arrastada e vomitando; podem perguntar a todos os meus amigos e, caso alguns afirmem o contrário, risquem da minha lista de amigos. Devo também me desculpar por esse texto bosta que escrevi no ônibus. Esse fim de férias tá muito confuso pra mim e ando mais perdida que a Carla Perez na aula de química.
O fato é que, após 4 doses de Vodka a balada fica vazia. Formulei algumas teorias e peço a ajuda de vocês para que este mistério seja desvendado.
Vamos às hipóteses...

1- Seus amigos pagam para as pessoas se esconderem de você.
Após um bom tempo tropeçando em tudo e fazendo declarações ao barman, seus amigos se cansam da putaria e pagam para as pessoas se esconderem nos banheiros, na chapelaria, ou debaixo do balcão para que você se convença de que o lugar está vazio e resolva ir embora.

2- Distribuem capas de invisibilidade do Harry Potter após uma certa hora. ...mas você está tão bêbado que parou de raciocinar nas bolinhas que piscam e nas pulseirinhas de neon.

3- Álcool afeta rapidamente a visão.
Em um curto prazo de tempo você passa a não enxergar os seres-humanos. E o remédio para isso é um bom banho GELADO ou uma rapidinha com a Regina Casé, você que escolhe!



4- Você começa a piscar em sintonia com as luzes da balada. ... de modo que, como as luzes também piscam, talvez você só esteja abrindo os olhos nos momentos em que elas estão apagadas, por isso não consegue ver ninguém.

5- Você foi teletransportado para aquela balada fail da sua terra natal; R$ 5,00 consumação.
E você achando que aquela cabinezinha era um banheiro, hein!

6- A balada acabou e todo mundo foi embora. Mas essa eu acho a menos provável!...

Agora que já leram até o final e ainda não descobriram para onde vão as malditas pessoas da balada, podem me detonar nos comentários. Amo vocês!

10 comentários inúteis:

  1. Outras teorias:

    Você entrou em um vortex temporal e voltou no tempo algumas horas antes da balada abrir.

    Descobriram que Maria Bethania fará um show surpresa no fim da noite.

    Você não ouviu o aviso de "Suspeita de Bomba" por favor evacuar.

    As pessoas se converteram e foram para o Salão do Reino das Testemunhas de Jeová mais próximo.

    Você não está em uma balada... apenas apagou no metrô e está confuso.

    A mãe de todas as pessoas menos a sua morreram de tifo, e elas tiveram que ir.

    Suruba na ala VIP...sorry você não foi convidado.

    Tá passando o último episódio das Chiquititas no Belas Artes. As pessoas da balada não puderam perder o evento.

    Era pra ser uma festa surpresa pra você... mas você saiu mais cedo.

    ResponderExcluir
  2. 7 -Determinada hora da madrugada o barman troca a Absolut do coquetel por CHÁ DE SUMIÇO.

    rs

    beijo

    ResponderExcluir
  3. voce com certeza dormiu num canto, e acordou com o sol do meio dia na cara. (sei lá como isso aconteceria)

    todos combinaram de ir numa padaria tomar café antes d ir pra casa

    ResponderExcluir
  4. Ei, vc que me abandonava em todas as baladas da Kitsch...ainda bem que lá é pequeno, senão..hehe
    bjao, Malu =)

    ResponderExcluir
  5. a palavra "putaria", que tu empregaste, é sonoramente agradável; eu gostava muito de ouvir um aluno meu bradá-la para apazigüar os ânimos no ensino médio: "Quê putaria é essa?! O professor já chegou cambada! Pára a putaria!"; é, ele achava divertido repetir o vernáculo que talvez fosse recente em seu vocabulário, por ser ainda adolescente. todo o corpo docente esculhambava com ele na reunião pedagógica, mas ele prestava uma atenção medonha na minha aula, não copiava nada, mas parecia um santo de pau. moço inteligente, divertido.

    ResponderExcluir
  6. Não comento nada pra você não me riscar no caderninho! xD

    ResponderExcluir
  7. As teorias do Kenny completaram perfeitamente as tuas ashuashuhasuhuashas

    ResponderExcluir
  8. com a extinção do trema, e minha luta ecológica pela preservação dos acentos diferenciais, empreguei-o até onde não deveria: "apaziguar", escrevi errado acima.

    ResponderExcluir
  9. - a qualquer momento todos sairão do banheiro gritando: "Rá! Pegadinha do Malandro".

    - não era Vodka, era sonífero e todos estão numa sala ao lado com seus órgãos sendo retirados.

    - isso não é uma balada, é uma pegadinha de um programa de tv e o barman é o Ivo Holanda.

    - olharam pra você e pensaram: "Nossa que balada zuada. Vamos embora?".

    - você tem amigos invisíveis que somem quando você bebe.

    - a vodka era russa e na rússia quem some dos outros é você.

    - você desmaiou, depois de ter tomado 4 doses da vodka falsificada, e tudo isso não passa de um sonho. Quando você acordar estará sem roupa, num matagal com a garrafa de vodka enfiada no toba.

    ResponderExcluir
  10. Poxa Malu e vc nem pra ir sentada no busão ahsuahsuashasuha.
    Olha eu quando eu vou em baladas com a Criz Lima a impressão que dá é que o pessoal some de perto da gente mesmo, nao sei se é pq eu faço poledance no pé da mesa, se é pq a gente dança esquisito, faz passinho, se é pq a gente canta junto com a musica, nao para de tirar fotos, nao sei so sei que quando vamos embora nao tem mais ninguem na balada e todo tempo parecia que so tinha a gente la mesmo. #parceria
    Beijos #sualinda

    ResponderExcluir

Vai, comenta! Não dói nada!