15 de novembro de 2010

Libertas Quæ Sera Tamen



Liberdade ainda que tardia é a tradução mais comumente dada ao dístico em latim Libertas Quæ Sera Tamen, proposto pelos inconfidentes para marcar a bandeira da república que idealizaram, na Capitania de Minas Gerais, no Brasil do final do século XVIII.
A expressão em latim acabou sendo aproveitada para adornar a bandeira do estado em que a capitania das Minas Gerais se tornou, já no século XIX, e foi isso que manteve a frase viva até os tempos atuais. No entanto, muitos dos latinistas modernos criticam a correção do uso da frase. (fonte: Neo-Pai-dos-Burros)

Tudo isso para explicar o primeiro título que veio na minha cabeça. Hoje eu quero falar sobre liberdade. 
LIBERDADE!
LIBERDAAAAAAAAAAAAADE!


...

Dramático, heim?

Moral da história: O que é liberdade? Quem é que sabe? 

Eu sei.


Você se sente realmente livre quando:


- Quando você compra meias novas e não tem que revirar a casa para encontrar duas do mesmo par.

- Quando você aprende a fazer cocô no seu serviço.







 - Quando o seu cachorro se acostuma a sair com você na rua sem coleira e sem correr desembestado rumo à morte lenta e dolorosa do trânsito ou rumo aos braços de uma loira, rica, gostosa e mil vezes mais carinhosa que você. (Acredite, até seu poodle prefere uma loira rica.)

- Quando você consegue a primeira chave de casa. E o primeiro celular. E o primeiro carro. E o primeiro milhão de dólares em contas da Suíça.

- Quando você tem dinheiro suficiente para lavar todas as suas roupas na lavanderia particular e recebê-las em pouco tempo, em sua casa, limpas e passadas como nunca antes você as teve em SUA VIDA.

- Quando consegue um namorado e se livra da cobrança do mundo inteiro.

- Quando você termina com o namorado e se livra da cobrança dele.

- Quando você chega em casa de uma festa, tira aquele salto alto e aprecia o prazer inigualável de andar lindamente no chão gelado da cozinha sem ter sua mãe gritando que você vai constipar.

- Quando você faz depilação a laser e escova definitiva.

- Quando você descobre que ir ao cinema sozinha não é nada ruim.

-  Quando você tem um estoque de calcinhas beges confortáveis para o batente, mas carrega sempre na bolsa aquele modelito vermelho fiapo cheiroso e consegue perceber o exato momento em que se fará necessária uma ida ao banheiro para fazer a permuta.

- Quando aprende a fazer um arroz soltinho e um feijão bem temperado.

- Quando consegue seu primeiro emprego e se livra da pressão da sociedade que te taxa de marmanjo filhinho de papai, rapariga que quer se casar com hómi rico ou de pseudo-intelectual aspirante a hippie vendedor de artesanato na praia.



- Quando se demite e se livra da pressão do chefe.

- Quando descobre que algum dia, em algum lugar do mundo, os Beatles fizeram as melhores músicas da vida.

- Quando você faz sexo sem compromisso pela primeira vez na vida e descobre que isso não é uma coisa tão monstruosa assim.




12 comentários inúteis:

  1. Parabéns meninas, o blog de vocês é óoooteeeemoooo!!! Sempre que posso acompanho! Adorei o texto...Agora quanto ao sexo sem compromisso, espero que as leitoras sejam mais espertinhas que eu e não engravidem, porque se não a 'tal' liberdade se transforma em nunca mais estarei sozinha! Não que seja ruim,jamais...mas acaba fugindo do propósito! hihihi Beijo a todas!

    ResponderExcluir
  2. Uooow, descobri agora que sou 83% LIVRE. sauhashuhuahushuas
    Principalmente quando não se precisa mais perguntar para a mãe onde está o outro pé da meia, que vc passa horas procurando e ela encontra em 2 segundos.


    Ri demais da entrevista do cocô!

    :D

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus, por favor, to me rachando de rir aqui!!!

    Fazer coco no serviço é o mais!!! Pior que isso acontece e é um dilema no meu.

    Tínhamos alguma "porquinha" que fazia e entupia o banheiro. Fomos descobrir, era a Gerente! Poutzz... hoje em dia ela mesmo já deixa um recadinho na porta dizendo se está interditado ou não...

    A entrevista do coco hilária!

    Enfim, todos os itens mereciam ser comentados!! Ótimo!

    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  4. o ser humano é tão servil, que escravizou-se pela Liberdade.

    ResponderExcluir
  5. lindo blog, visita e seque o meu?

    http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com//

    beijos,

    ResponderExcluir
  6. uma puta aula de históra, pra dps contar intimidades da mente feminina!
    kkkk
    ri mto!!
    e como sempre, amo o blog!

    ResponderExcluir
  7. Com certeza a melhor de todas elas é quando vc se livra do seu chefe não há nada no mundo que se compare a cara de um chefe ver o funcionário que ele achava que iria escravizar pelos restos dos seus dias dizer que se demite, é maior sensação de liberdade! vc consegue ouvir o barulho dos grilhões caindo e batendo no chão ( eu já fiz isso e putz! deu uma vontade de fazer de novo! agora )adorei Mari obrigada por me fazer lembrar disso kkk... alguém tem uma proposta de emprego aí ? rs! ;-)

    ResponderExcluir
  8. Nossa, como eu ri cara...
    Entrevista com cocô é só aqui mesmo...foda!

    ResponderExcluir
  9. Coloquei seu banner no meu blog e ae vamos fazer uma parceria? Se vc aceitar só falta vc colocar o meu banner no seu blog. tchau

    ResponderExcluir
  10. Vocês são uma trupe de garotas super criativas e bem-humoradas! Parabéns pelo blog, e pelo texto que por sinal é fantástico. Enquanto lia, lembrei-me de uma canção que também chama-se "Libertas Quæ Sera Tamen" da banda Pedra Letícia. Talvez ela fuja um pouco do contexto pois a liberdade em questão é a do estado civíl, e se alguém quiser conferir dá uma olhada no vídeo aí! Um beijo.
    http://www.youtube.com/watch?v=gLN8qxOrZ9U&feature=related

    ResponderExcluir

Vai, comenta! Não dói nada!