19 de novembro de 2010

Até que a INTIMIDADE os separe.


Tempos atrás li uma distinção interessante entre intimidade e paixão: Intimidade é definida como a sensação de conhecer cada detalhe do parceiro – é a segurança, o conforto, a transparência, um sentir-se em casa. Já a paixão surge quando percebemos o parceiro como um mistério insondável, como alguém que nunca poderemos conhecer, tocar ou acessar totalmente – é a insegurança, o risco, o incerto, a aventura.
Eu, como boa escorpiana, prefiro paixões. Adoro o mistério, a aventura, e principalmente o fato da pessoa não ter capacidade de arrotar ou peidar na sua frente. AINDA. Por que se virar um relacionamento sério, é o que virá a acontecer em breve.
O ponto que eu quero discutir aqui é: qual o limite da intimidade, pra não acabar com a paixão (ou com a amizade)? Já ouvi pessoas dizendo que quando se tornam íntimas, acaba a graça. Já ouvi outras dizendo que amor verdadeiro é você gostar do cheiro do peido do seu namorado(a). AH VÁ, que nojo, véi.
Falando em nojo, lembro de um exemplo de intimidade bem bacana pra vocês: um casal, amigos do meu ex. Quando ela comia alguma coisa, e ficava algum resquício entre os dentes dela, ele ia lá e CHUPAVA. Tipo, tirava aquela carne do meio dos dentes dela e COMIA. Sinto que várias pessoas fizeram cara de nojo agora. Algumas estão com o mouse no X lá em cima. 0,08% estão com ânsia de vômito.

Não vou extender muito esse texto... sinceramente acho que não há amor ou amizade que resista à certas coisas íntimas, e é aí que cada um estabelece seu limite. Dormir com aquela deusa e acordar com a Maria Bethânia sem maquiagem é de doer. Mas não é só em namoro que a gente vê isso. Amizades também. Ou você acha que seu melhor amigo vai mesmo dar uma de íntimo e soltar um “E aí Pedrinho, beleza? Quero fazer cocô na sua casa! Rola?”? Trocar de roupa na sua frente já é o suficiente. Arrotar, beleza. Mijar de porta aberta, até vai... Tomar banho com vc eu acho estranho, mas ok... mas certas coisas só se faz na intimidade do lar e na base do FOREVER ALONE né?


Preciso compartilhar mais um exemplo: lembro de caso que aconteceu com um amigo *cof cof*. Ele foi ao banheiro na casa de uma amiga e não conseguiu segurar aquela vontade... o foda é que a descarga não estava funcionando, o que só descobriu DEPOIS de jogar um barroso no vaso. Ele foi embora sem contar pra ninguém... só imagino a surpresa do pessoal da casa! Deve ser por isso que nunca mais o convidaram pra ir lá.
Cagar na casa do namorado(a), ver quem arrota mais alto, quem peida mais demorado, prolongar o prazo entre uma depilação e outra, matar o banho do dia, deixar calcinha/cueca no chuveiro, lamber o prato, mijar de porta aberta, usar meias furadas, dormir com aquele pijama que voltou da guerra, não pentear o cabelo e passar o domingo inteiro parecendo um mendigo por que “não vou receber visitas mesmo”.
Fora isso, intimidade até que é bonitinho. Tem homem que até chora na frente do melhor amigo, ó que coisa mais fofa NOT.
Aaaahh, intimidade é uma merda.

Falando em merda, vai um texto e um vídeo bacaninha pra vocês:

Texto: Cague na casa da sua namorada com maestria





E você? Qual o limite da sua intimidade (se é que você tem isso)?



Você também pode gostar de:

13 comentários inúteis:

  1. Peidar, arrotar, cagar e às vezes vomitar são necessidades naturais do ser humano! Mas acho que tudo tem limite se não vira porquisse! Dependendo da situação é até cômico... Levanta a mão quem já arrotou depois de comer um Mac com os amigos \°/ Não sou de peidar, mas não tenho nada contra quem peida... Desde que não seja perto de mim.
    Aaah... Não vo fica contando aqui essas coisas, ou o final delas... Mas pra variar... AMEI o post!
    BjO

    ResponderExcluir
  2. Realmente o povo confunde intimidade com liberdade, não só de expressão como que fisiológica. É engraçado,mas qdo não é contigo, vai um peidar no teu nariz p ti ver se é bom, hehehe
    Belezura Alice, como sempre!

    ResponderExcluir
  3. eu realmente não gostaria de que meu namorado tirasse a carne do meio do meu dente e nem que ele comesse! eccaa! mas, se ela não se importava... então tah né ^^

    http://controlandominhamaluquez.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Uma das minhas frase favorista é '' a intimidade só pode gerar duas coisa,filhos ou desrespeito. A pessoa pode até suporta que alguém peide,arrote ou enfie o dedo no nariz na sua frente,mas dizer que gosta disso é uma puta de uma mentira, tenho um amigo que faz a maioria das coisas que alice falou no texto na minha frente eu nem reclamo mais porque parece que é pior ( meninos! quem os intende?) mais eu odeio quando ele faz isso! ;-)

    ResponderExcluir
  5. Sabe que eu tô forçando e não consigo lembrar quem limpava os restos de comida dos dentes do outro! Mas que bosta de memória derretida!
    É inevitável que eu chegue bêbado e vomite em alguém. Este é o prazer da intimidade! kkkkk

    ResponderExcluir
  6. NUNCA vou mijar nem cagar de porta aberta ou com a pessoa presente! Não dá, me desconcentra! =/
    Massss... peido mesmo.. pq pensa bem:

    Se eu qro peidar... e vou tentar correr pra um lugar longe pra faze-lo, vai ser pior... e se escapa? E se sai mais forte do q o foi calculado? Prefiro mandar um logo e já era.. peido é peido.. só não peida qm não tem cu!

    Arroto tb.. o arroto alivia.. se segurar é pior q peido... pq vc fica dando uns soluços doidos e aqueles "soprinhos" q fedem mto! O melhor é liberar logo...

    Otimo texto!

    Bjo e pode me chamar de peidão!

    PS: Esquece.. se tá no dente, no dente vai ficar!

    ResponderExcluir
  7. Adorei a postagem! Mas devo confessar que sou uma admiradora dessa tosca intimidade. Claro que eu mesma, como boa moça, evito as tais gafes na companhia do eventual namorado/ficante, mas realmente não me importo que ele seja um pouco mais abusado.

    Mas chupar comida de dentro da boca de outra pessoa e deixar o capitão boiando na água é demais até para mim... o.O

    ResponderExcluir
  8. Imagina a situação, vc termina com um namorado que chupava a carne do seus dentes... num dá pra ser sério e respeitar uma pessoa q já peidou e arrotou na sua frente!!

    ResponderExcluir
  9. @Mack:
    "É inevitável que eu chegue bêbado e vomite em alguém. Este é o prazer da intimidade! kkkkk"
    huashuashuas por isso que hoje em dia tu é meu EX, e influência pra posts como esse sahuuhashuashusa

    ResponderExcluir
  10. toda vez que vou fazer xixi, minha mulher entra e fica lá de bobeira; a platéia faz eu demorar a soltar a urina, mas já estou acostumado a essa mania, e acho bonitinha.

    eu, por meu turno, gosto do chulé dela.

    ResponderExcluir
  11. Bem, depois de ler esse texto, só me resta o isolamento social.

    Na boa, porque diabos Deus fez a mulher mijando, cagando e eventualmente peidando?

    :(

    http://oblogdareclamacao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. huahauhau adorei o post!
    realmente tem coisas q são desnecessarias!
    porta aberta é uma delas.
    e eu não consigo cortar as unhas do pé qdo tem alguem por perto. oO

    mas uma coisa q fazia com o meu primeiro namorado: qdo estavamos andando na rua, e vinha aquela vontade de arrotar, eu arrotava, e bigava com ele :P
    não tenho nojo da arroto(até sou daquelas pessoas idiotas q as vezes no meio da galera põe a mão na testa pra não levar tapinha!)
    mas peido...

    ResponderExcluir
  13. hahahhaha


    a minha ex , vulga CORAÇÃO, gostava que eu ..........nela!!! hahahah

    IMUUNNNDAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir

Vai, comenta! Não dói nada!