25 de outubro de 2010

Fanatismo pode?


Há um tempo a Marielle já tinha escrito aqui sobre um tipo de fanatismo que virou moda atualmente: o fanatismo por Stand Up Comedians. Não vou escrever sobre o mesmo assunto, mas muitas vezes vocês vão perceber que segue basicamente a mesma linha...


Esse mês acompanhei dois shows do Green Day no Brasil. O primeiro em Porto Alegre e o segundo em São Paulo, sendo o primeiro e o último da turnê brasileira respectivamente. Em Porto Alegre, estive na fila 2 dias antes, e fiquei nela desde as 6:30h no dia do show. Pude acompanhar a saga de fãs de verdade, e de alguns fanáticos. Existe aí uma bela diferença!


Pessoas que estavam acampadas ali por quererem ver o show de perto, sentir a energia da banda, poder quem sabe tocar a mão do Billie Joe ou pegar uma baqueta do Tré. Outras pessoas (e realmente, só meninas) esperando ali pela chance de poder entrar no camarim e quem sabe oferecer o corpo, chorando desesperadamente, dizendo que tudo que queriam é casar com algum deles. Sendo que naquele dia elas nem imaginavam que ele ia beijar uma ou duas pessoas que subiriam ao palco. Bom, isso é um fanatismo. Feio, por sinal. Ainda mais quando elas resolvem seguir a van ou acampar na porta do hotel.

Mas o ponto em que eu queria chegar é: em que ponto uma pessoa fica tão famosa que cria um tesão instantaneo em milhares de pessoas? Histeria. Ou como diria o próprio Green Day: MASS HYSTERIA. Muitos artistas internacionais já afirmaram que as fãs brasileiras são não só histéricas como violentas. Bon Jovi as descreveu uma vez como selvagens. E parece que fica cada vez pior...
Todos nós já tivemos nossos ídolos, nossos amores platônicos, mas quando isso vira um tipo de compulsão, ou pior, um tipo de META na sua vida, aí a coisa tá ruim. E se por acaso tudo que passa na sua cabeça quando pensa no seu ídolo é algo como "eu quero dar pra ele", aí (como diria Felipe Neto) você tem probleminha, amiga.

Ainda estou tentando entender o ponto do tesão instantaneo. Adolescentes histéricas querendo dar pra caras como o Justin Biber UNICA E EXCLUSIVAMENTE pq ele é famoso é algo realmente notável. Notável pq garanto: se ele não fosse famoso, estaria sofrendo bullying na escola e nenhuma menina olharia pra ele.
Podem notar que até aqui, ainda dá pra encaixar a história com comediantes. Os caras do CQC, por exemplo... são tão assediados e nem são tudo isso. Tem um ou dois que até dão um "caldo", mas a histeria feminina ao redor deles não faz sentido. É o tesão instantaneo da fama!

Billie Joe (Green Day) e o público em Porto Alegre
Bom, mas voltando aos shows... foram shows lindos. Pra fã nenhum colocar defeito. Mas o momento de maior histeria em Porto Alegre ainda foi quando uma menina subiu ao palco, teve o Billie cantando Are We The Waiting ajoelhado pra ela e no final ganhou um beijo na boca do próprio. Ouviu-se um coro de gritinhos femininos, vi de relance algumas meninas tendo ataques e dizendo "nãããão, pq ela???". Olha, eu já tive esses momentos... mas isso foi quando os Backstreet Boys eram, ao meu ver, pessoas inalcançaveis, algum tipo de deuses que eu idolatrava. E eles eram mais bonitos que um Restart da vida, pelo menos.


Enfim, não sei se consegui desenvolver bem a idéia que eu tenho desse fanatismo. Enrolei mais do que expliquei, mas tá beleza.

Perdoem os dias que atrasei meu post, aliás. Estou em São Paulo e dona Malu Paixão havia me deixado presa em cativeiro sem direto à internet!

E só pra lembrar, POR FAVOR VOTEM NO TPM NO PRÊMIO TOPBLOGS. É aquele selinho ali no alto, na direita :) É só clicar, votar e confirmar no email. Contamos com vocês!

Por hoje é só, pe-pe-pessoal!

9 comentários inúteis:

  1. nunca fui fanática, mas concordo q Backstreet Boys eram + bonitos! kkkkkk

    realmente é ridiculo (e assustador) ver esse fanatismo por famosos (só por ser famoso), cada vez + frequente, e perdurar em pessoas q já passaram dos 17 anos!!

    ResponderExcluir
  2. Alice! Parabéns pelo Post, estive no show de São Paulo, são notaveis aqueles, que como eu, estavam ali pelo puro prazer de, na minha opinião, "Descarregar e Recarregar" as energias daquelas(es) - Sim Daqueles - que seu real objetivo é na verdade "dar pra banda".

    Mas como você mesmo citou, nem é necessario ser um artista internacional, temos modelos bem próximos como "Panico na Tv", "Restart", "Fresno", "Cine", "Fiuk".

    O próprio Emilio uma vez disse "As meninas batem no vidro do carro e gritam 'Eu quero Dáááá pra você'"

    Seu post me lembrou um que escrevi pro meu blog o "Ideologia: Eu quero uma pra viver?".

    Beijos e mais uma vez Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Bueno!


    #VouConfessarQue só vim ler pq citou BSB :P #teenie

    ResponderExcluir
  4. Eu era um pouco fanática pelos BSB, mas já passou!

    ResponderExcluir
  5. Que invejinha dessa menina...ele cantou a minha música preferida pra ela, de joelhos??? Ah não...rs
    Ótimo texto Alice :)
    Esse tipo de coisa sempre vai existir, na verdade, cada vez mais, né? rs
    Ainda bem que eu sou normal, com minha paixões platônicas, por caras nem tão famosos assim, só porque não quero perder essa fase, afinal, ainda sou adolescente...rs (sem nenhuma vontade de dar...)
    Beijoo Alice, parabéns
    Nana

    ResponderExcluir
  6. rsrs...
    Bela descrição do 'tesão instantaneo da fama'.

    haha! Já votei com todos os Emails possiveis no Tpm e ainda tô caçando uns Emails alheios pra votar!

    ...E só pra constar, não... Eu não quero dar pra nenhuma de vcs!

    haha... Bjo!

    ResponderExcluir
  7. cada maluco com sua mania, e tem cada mania feia...

    Umbrella é sobre nome?

    ResponderExcluir
  8. Realmente a pessoa que quer dá pra alguém só porque ele é ou tá famozão tem um probleminha sério, já que quer dá pensem no Justus no Eike Batista eles tambem tem status ou pode se alguém mais jovem como o Príncipe William pelo menos ela pode virar princesa Inglaterra né?hehehe... fica a dica.

    ResponderExcluir
  9. Concordo plenamente com vc. Importante ressaltar, como vc citou o Justin Bieber; tem garotas q eu acho q matariam por ele. Eu já fui uma retardada "belieber" q acreditava q ia juntar os trapinhos com ele e ser feliz pra sempre.
    Agora, vc citou q vc ja foi fanática pelos BSB... aí já tenho q comentar pq desde os 5 anos eu não passo um dia sem ouvir Everybody ou As long as you love me... mais ñ tenho uma histeria assim... só acho as pessoas precisam se valorizar mais e se dar conta de q os Justins e Pe Lanzas da vida tbm usam maquiagem!

    ResponderExcluir

Vai, comenta! Não dói nada!